Câmara Municipal de Lisboa:
Pesquisar neste site: 
Paredões e Viaduto (Av. EUA), Sá Nogueira, 1998
 
Maria Keil (1914) 
 

Nasceu em Silves, em 1914. Estudou Pintura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, tendo sido discípula de Veloso Salgado. Em 1933 casou com o arquitecto Francisco Keil do Amaral. Fez parte de uma «segunda geração» do movimento modernista português, sendo as suas composições caracterizadas por rara sensibilidade e formas estilizadas. A sua abrangente actividade artística distribuiu-se pela pintura, publicidade, ilustração, tapeçaria, design de mobiliário, decoração, cenografia e azulejaria. Participou no Pavilhão de Portugal na Exposição Internacional de Paris (1937) e colaborou na Exposição do Mundo Português (1940). Recebeu o Prémio Revelação Amadeu de Sousa Cardoso, do Secretariado da Propaganda Nacional (1941). Esteve presente com trabalhos em diversas exposições em Portugal e no estrangeiro.

No final da década de 50, desempenhou um papel importantíssimo no contexto da arte pública, criando um programa decorativo com azulejos, marcadamente abstracto, mas reinterpretando aspectos da azulejaria portuguesa (como o conceito de padronagem), para o revestimento de dez das onze estações inaugurais do Metropolitano de Lisboa, respectivamente, Entre Campos, Campo Pequeno, Saldanha, Picoas, Rotunda, Parque, S. Sebastião, Palhavã, Sete Rios e Restauradores. Nas décadas seguintes, entre 1963 e 1972, continuou a colaborar com o Metro, com novas criações azulejares para as estações do Rossio, Socorro, Intendente, Anjos, Arroios, Areeiro, Roma e Alvalade. Marcante também na reintegração do azulejo na paisagem urbana é a composição mural da Avenida Infante Santo (1959). Muitas outras encomendas na área azulejar para integração em obras arquitectónicas, pedidas à artista, podem ser referidas, sendo de salientar no estrangeiro, os revestimentos da Aerogare de Luanda (1956), as delegações da TAP em Paris (1956) e em Nova Iorque (1967). Reconhecendo o mérito da sua obra, o Museu Nacional do Azulejo dedicou-lhe uma retrospectiva (1989).


© 2008 Câmara Municipal de Lisboa
União Europeia - FEDER
POS_Conhecimento
Câmara Municipal de Lisboa